Mais de 1500 ingredientes para a sua cozinha sem sair de casa

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 LinkedIn 0 0 Flares ×

Em tempos em que sair o menos possível de casa é o recomendável para diminuir os riscos de contrair uma doença, na qual ainda não se conhece cura,  que pode por em risco toda a sua família, muitos brasileiros  decidiram garantir os seus mantimentos e ingredientes básicos esvaziando as prateleiras dos supermercados.

E contraditoriamente aumentando ainda mais o risco de contaminação.

O resultado é que ficou difícil em alguns centros encontrar itens básicos e quando são encontrados, os preços estão nas alturas!

Percebendo a falta de sentido nesse gesto e na desvantagem que se tornou fazer compras nos supermercados, boa parte da população tem optado pelas compras online.

Segundo dados da Associação Brasileira de Comércio Eletrônico (Abcomm) algumas varejistas registraram aumento de 180% nas vendas online, desde o dia 12 de março, em categorias como alimentos, bebidas e saúde.

De fato, a compra online se mostra mais segura e vantajosa para os consumidores em tempos de pandemia, mas não quer dizer que seja livre de risco. Especialmente se tratando de comércio de alimentos.

Já ouviu falar de contaminação cruzada?

Contaminação cruzada é quando há uma transferência de agentes patogênicos de um determinado local, superfície ou alimento para outros alimentos e superfícies. É uma transferência de agentes nocivos para os alimentos que podem provocar intoxicação alimentar.

A contaminação pode ocorrer em três circunstâncias:

Contaminação física: causada por um agente físico. Um fio de cabelo que cai na comida, por exemplo, enquanto está sendo preparada;

Contaminação biológica: é causada por micro-organismos patogênicos, como fungos, vírus e bactérias. Essa transmissão pode ocorrer ao fazer o corte de uma carne em uma tábua e usar a mesma, sem lavar, para preparar vegetais. Outro caso é o de não deixar os alimentos em temperaturas que minem a proliferação de bactérias;

Contaminação química: causada por reações químicas. Um exemplo é higienizar um hortifruti e deixá-lo muito tempo em contato com um produto de limpeza que tenha elementos químicos na sua composição.

Por que estamos tocando neste assunto?

Com a inevitável crise econômica profunda concomitante a atual crise sanitária e a percepção de que as vendas online têm sido a solução encontrada por grande parte da população, a oferta de empresas operando sob esse sistema de comércio aumentou consideravelmente nos últimos dias como forma de tentar contornar o caos econômico.

Por um lado, é positivo para o consumidor ter mais opções de escolha, mas por outro também é preocupante.

Empresas que resolveram investir na modalidade online como medida emergencial certamente estão operando no improviso, pois não estavam preparadas para tal necessidade.

E mesmo as que já tinham departamento de vendas online andam sobrecarregadas com tamanho volume de pedidos.

Amadorismo e falta de planejamento muitas vezes é a receita para serviços e produtos de má qualidade, que no caso de alimentos pode oferecer riscos sérios a saúde dos seus consumidores.

Por isso, mais do que nunca é necessário critério na hora de decidir onde fazer a sua compra online para que o esforço de tentar, o máximo possível, ficar em casa para preservar a saúde não seja em vão.

O senso de perigo em relação a uma determinada ameaça pode fazer a nossa percepção ficar nublada em relação a outros problemas que também podem nos deixar a perigo.

Equilíbrio emocional e racionalidade são importantíssimos em tempos de crise.

Experiência tem que ser levada em conta

O que parece mais sensato:

  1. Comprar online em comércio que atua, há vários anos, com e-commerce;

ou

  1. Fazer as suas compras no mercadinho da esquina que não recebeu treinamento de manipulação de alimentos para entrega em casa, contratou de última hora um Office boy que também não tem treinamento para manipular tais produtos e nem material adequado para transportá-los?

Práticas anticontaminação também

  • Higiene é fundamental.
  • Nada de barba ou bigode, brincos, anéis ou pulseiras.
  • O mesmo quanto a cantar, falar ou mascar chicletes.
  • Unhas curtas e sem esmaltes.
  • Mexer com alimentos é coisa séria.
  • Higiene é fundamental.
  • Higienizar as mãos é básico? É básico, mas para quem manipula alimentos deve ser mais constante e caprichada.
  • Outro pequeno detalhe que faz a diferença: lixeiras com pedal. Isso evita contaminação indireta de alimentos.
  • Facas e recipientes sempre devem ser lavadas ou trocadas ao se preparar diferentes tipos de alimentos.
  • Invista no seguro e no eficiente

A Ingredientes Online é uma escolha segura e eficiente porque atende a todos esses requisitos.

Tem experiência, trabalha exclusivamente com e-commerce há vários anos, não começou a investir nessa área por causa da pandemia.

Tem equipe treinada com todas as boas práticas determinadas pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA) e conta com um catálogo vastíssimo de produtos: mais de 1500!

Na Ingredientes Online você encontra produtos que já são normalmente difíceis de serem encontrados, como alimentos sem glúten, vegano, orgânicos, sem lácteos, imagina em tempos de alta demanda nos mercados e circulação reduzida de meios de transporte?

Invista na experiência, em boas práticas sanitárias, em grandes variedades de produtos. Garanta de verdade a proteção de sua família.

Faça as suas compras na Ingredientes Online.

Confira o nosso catálogo!

Forte abraço.

E fique em casa.

Ingredientes Online

Alimentação saudável sempre.

 

Comentários no Facebook

  • Alimentos para ajudar na Imunidade
0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 LinkedIn 0 0 Flares ×